É o que tiver de ser, que tem muita força, como diria não sei quem que já não me lembro. É Junho e é o mês lgbt por excelência, o mês das primas e dos primos, o mês da cor e das marchas, dos arraiais e das festas.

Vamos aproveitar e vamos participar em tudo, vestir t-shirts evocativas, sorrir para toda a gente e exigir que se consagre rapidamente a adopção como um direito também dos lgbt. Discriminação não!