"X" amores © Tangas Lésbicas

Estava eu ouvindo as dúvidas de uma pikena amiga, acerca de outra amiga. Devia ou não devia? Arriscava ou não arriscava? E eu a pensar que, realmente, esta coisa da educação para meninos e para meninas, faz mais estragos do que devia.  Fez-me logo lembrar a anedota em que se pergunta o que é que uma lésbica leva para o segundo encontro: o camião das mudanças! E um gay, o que leva? Resposta: Qual segundo encontro?

Há de facto que aprender com a desenvoltura que uns e outros vivem a vida. Que mal há em ficar pelo flirt, pelo enrolanço de ocasião, quando as coisas não passam disso mesmo? Quem é que nos obriga a ser mais sérias do que o bom senso dita? Por que razão não temos muitos primeiros encontros em vez de ter logo uma relação à porta? A vida é demasiado curta para ser gasta apenas em obrigações. E os compromissos, para ser gastos em coisas que temos a certeza de que são sérias. É ou não é?