All rights © Tangas Lésbicas

Não será por serem da CGTP ou da UGT, embora algumas sejam; nem por serem camionistas; ou por não gramarem o facto do PM, PR e maioria de governantes serem do sexo masculino, embora também ajude em alguns casos; e também não será por gostarem da confusão da greve.
É apenas porque esta greve tem que ver com direitos fundamentais, apesar do ruído partidário que muitos se esforçam por alardear. E esses direitos são os que se relacionam com o trabalho e os direitos dos trabalhadores, que também são os das primas. E porque quem “come” uns direitos, faz caminho para engolir outros. Assim como quem não quer a coisa.
As primas têm direitos que têm de defender; e devem grevear porque não nos faz mal nenhum ser solidários com a luta de direitos dos outros. Quem se bate por uns direitos, bate-se por todos, por uma questão de coerência e justiça.
As primas, portanto, greveam!