All rights © Tangas Lésbicas

— Acho que devia promover uma secção de encontros no Tangas.
— Vá achar para outro lado.
— A sério. Era uma boa ideia.
— Para quem?
— Para mim, por exemplo.
— Quer arranjar um encontro?
— Quero.
— Ponha um anúncio. Vá cavaquear para um chat.
— Ora… Eu quero uma coisa menos pública, menos vulgar.
— Use o chat do Tangas.
— Vá lá… Ponha um anúncio por mim.
— Para si, quer a menina dizer. E o que quer que ponha no anúncio?
— Pode começar com “Garota procura garota”…
— Garota? Mas a menina tem mais de quarenta e muitos…
— Credo, que negativa!
— Pronto, desculpe. Mas garotas não são as da nossa idade, se já reparou. Agora, toda a gente tem vinte e trinta anos, no máximo.
— Quero uma garota da minha idade. Especifique isso.
— Quarenta, cinquenta? Vão achar isso discriminatório.
— Porquê?
— Porque o amor não tem idade e a menina não pode dizer se vai cair só por garotas da sua faixa etária.
— Tem razão, mas não me apetece nada sair com uma garota da idade das minhas filhas. Ponha aí quarenta. Parece-me mais equilibrado.
— Dos quarenta aos oitenta?
— Essa é para me atirar também com a discriminação?
— Pronto, pronto. A partir dos quarenta. Mais alguma coisa? É para jantar, para cinema, coisa séria ou encontro sem segunda volta?
— Ponha o anúncio assim mesmo, que eu arco com as interpretações. Que chata!
— Ponho, claro. Mas depois não me venha dizer que não avisei.
— Avisou e eu estou avisada. Ponha o anúncio.