431904_10151488283098049_1391223101_n

É amanhã e vamos estar orgulhosamente juntos. As marchas de hoje em nada se parecem com as primeiras, embora continue a haver homossexuais incapazes de participar nela. Levamos mais facilmente os nossos pais, filhos e amigos à marcha do que algumas pessoas da comunidade. O que mostra que o preconceito está onde o deixamos entrar e ficar: dentro de nós. Não apenas o que diferencia afectos e relações, mas qualquer tipo de julgamento contra algo ou alguém. Dividir para reinar sempre foi um lema querido a todos os totalitarismos. Por isso, se quisermos acabar com as diferenças e assumir que podemos viver felizes e gozando a liberdade que nunca deixou de nos pertencer, juntemo-nos nesta alegre passeata por Lisboa. E deitem uma vista de olhos ao bom artigo da Wikipédia sobre a Homossexualidade em Portugal. Parabéns a quem o elaborou.