tangas-memorias

All rights reserved by Tangas Lesbicas

 

— Leva assim tanto tempo a escolher uma camisa?
— Não sei qual me fica melhor.
— Haja paciência. Que bicho lhe mordeu? Não era a menina que ficava à porta a perguntar quando é que me despachava?
— Só quero ter a certeza de que estou apresentável.
— Hum… Cheira-me a passarinho novo.
— Cheire o que quiser. Azul ou branco?
— Gosto mais de a ver com a preta.
— Levo a verde.
— Uma decisão, finalmente. Quem é ela?
— Há-de ter muito que ver com isso…
— Vai ter de se confessar, mais tarde ou mais cedo.
— Que seja mais tarde, então.
— Isso nem parece seu. Ela é casada?
— Deixe-se de disparates.
— Pronto, é. A menina não tem juízo nenhum.
— Comparada consigo e com todas as outras pessoas que caem no mesmo?
— Tem razão. Só quero que saiba que estou aqui para a apoiar.
— Não é o que dizemos todos? E alguma vez viu resultados?
— Mudança de planos: vamos tomar copos até não nos lembrarmos mais desta conversa. A não ser que prefira ficar sóbria para não perder pitada do sofrimento que lhe está reservado.
— Vamos lá para os copos e não se fala mais disso.
— Só mais uma coisinha: sabe quantas ressacas já tive de aguentar à conta dos seus desastres amorosos?
— Está mesmo a precisar de afogar essas memórias…